Projeto Oficina Escola de Itu

A Associação visa prestação da assistência social mediante promoção gratuita e permanente de serviços que visem a inclusão social de adolescentes e jovens, de famílias em situação de vulnerabilidade social e pessoal, e o preparo de sua subsequente inserção produtiva no mercado de trabalho representado pelas atividades de conservação, revitalização e restauração do patrimônio histórico e artístico.

E-mail: [email protected]

Telefone Público: (11) 99623-1191

Endereço: 2º GA CAP - Quartel de Itu, Praça Duque de Caxias, 284, 284 , Centro, 13300-916, Itu, SP

CEP: 13300-916

Logradouro: 2º GA CAP - Quartel de Itu, Praça Duque de Caxias, 284

Número: 284

Complemento:

Bairro: Centro

Município: Itu

Estado: SP

Descrição

O Projeto Oficina Escola de Artes e Ofícios de Itu, um serviço de proteção básica, tem por objetivos :
1.- atender adolescentes e jovens, em situação de vulnerabilidade ou risco social e pessoal, promovendo o aumento de sua auto-estima e a melhoria da sua qualidade de vida.
É executado de forma continuada, permanente e planejada, concedendo gratuitamente benefícios de proteção social básica a seus atendidos;
2.- assisti-los, capacitando-os, através de serviços socioassistenciais e de uma proposição pedagógica, preparando sua inclusão produtiva, e conseqüente geração de renda, no mercado de trabalho da construção civil (carpintaria, marcenaria, pintura e alvenaria) voltada para restauração, preservação e revitalização do Patrimônio Histórico-Cultural;
3.- dar-lhes a oportunidade de participar do mercado formal de trabalho representado pelas atividades de restauração, preservação e revitalização dos 235 imóveis históricos de Itu tombados pelos órgãos de preservação do Patrimônio Histórico, e das 32 fazendas históricas dos séculos XVIII e XIX existentes no município.
4 – participar da recuperação do Patrimônio Histórico de Itu, ajudando a promover o turismo cultural na cidade, ampliando, em conseqüência o espectro da inclusão social no município e fomentando seu desenvolvimento econômico.

A filosofia do Projeto Oficina Escola de Artes e Ofícios nasceu no Brasil com o restaurador mineiro Jair Afonso Inácio (1932-1982).
Órfão aos 02 anos, afrodescendente, de família carente, muda-se para Ouro Preto um ano após a morte de seu pai.
Autodidata, trabalhou como sapateiro, iniciando aos 14 anos sua carreira como ajudante de restauração.
Chegou a restaurador do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN tendo estudado restauração no Instituto Real do Patrimônio Belga, em Bruxelas, com bolsa concedida pela Fundação Rockfeller.
Depois de um ano na Bélgica, realizou pesquisas adicionais na Suíça, Holanda, Portugal e Espanha, terminando seus estudos em Nova York.
Possuía memória prodigiosa chegando a falar fluentemente 5 línguas.
Em 1971, Jair Inácio cria o primeiro curso regular de formação de restauradores, na Fundação de Arte de Ouro Preto - FAOP. Era uma atividade sem exigências quanto à formação anterior dos aprendizes funcionando, na época, em regime de ateliê prático onde o aluno estudava durante um ou mais anos, até que fosse “dado como pronto” pelo professor.

O Projeto Oficina Escola, é desenvolvido com base em serviços socioassistenciais e em uma proposição pedagógica fundamentada na metodologia do “Aprender a fazer, fazendo”, enfatizando ainda, o “Como fazer”, o “Porque fazer” e “Para que fazer”. Busca promover a integração entre a teoria e a prática, entre as atividades artesanais e intelectuais.

A teoria deve ser construída a partir da prática e a ela deve retornar, sistematizando-a e aperfeiçoando-a. Sendo assim, é imprescindível que o atendido já tenha acesso a escola regular,
conciliando um saber mais elaborado e sistematizado construído a partir de sua capacidade de expressar-se através da linguagem oral e escrita.

Em 2006, ainda em fase de implantação, o Projeto Oficina Escola de Itu foi aceito pela Fundação Getúlio Vargas / Escola de Administração de Empresas de São Paulo, para participar do 3º Premio FGV – EAESP de Responsabilidade Social no Varejo patrocinado pela Philips, Brastemp, Cônsul, Serasa, Philip Morris Brasil e Federação do Comércio do Estado de São Paulo.

4.- Os adolescentes selecionados para freqüentar o Projeto têm os seguintes direitos e obrigações :
Direitos :
4.1.- R$ 260,00 mensais de bolsa-auxílio;
4.2.- 01 refeição diária, nos dias de aula, na sede do Projeto.
4.3.- Vale-transporte quando justificável.

Obrigações :
4.4.- ter ao menos o 7º. grau do ensino fundamental;
4.5.- estar freqüentando a escola pública;
4.6.- alcançar aproveitamento igual ou superior a 60 pontos no curso;
4.7.- ter freqüência de 90% nas atividades do Projeto.

Ao longo de sua existência o Projeto Oficina Escola de Artes e Ofícios de Itu já conseguiu o apoio de entidades de peso como : Colégio São Luís/SP, Colégio Cidade de Itu/Sistema Anglo, Prefeitura de Itu, Universidade de São Paulo, Governo do Estado de São Paulo, Faculdade de Direito de Itu, Regimento Deodoro e a 11ª Bateria de Artilharia Anti-Aérea Leve, unidades do Exército Brasileiro sediadas em Itu, SENAI-SP, SESI, SEBRAE, SENAC, Poder Judiciário da Comarca de Itu, Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico Artístico Arqueológico e Turístico do Estado, Associação de Engenheiros e Arquitetos de Itu, empresas de engenharia de São Paulo como Azevedo Travassos Construção e Comércio, Intech Engenharia, GTX Construções e Comércio, Lojas Maçônicas e Rotarys Clubes de Itu, de e de vários membros da Comunidade Ituana. Essa política foi fundamental para a estruturação e operacionalização do Projeto.

Conseqüência da promulgação da Lei Complementar Municipal 770/2006 (Plano Diretor Participativo de Itu), os membros do então Conselho Municipal de Cultura e Turismo da Estância Turística de Itu, criaram a 30 de outubro de 2006 uma entidade privada, filantrópica, sem fins lucrativos, denominada Associação Projeto Oficina Escola de Artes e Ofícios de Itu, mantenedora do Projeto de mesmo nome.

A Associação Projeto Oficina Escola de Artes e Ofícios de Itu é uma entidade apolítica, estando proibido em seu Estatuto a participação dos Membros de seu Conselho Deliberativo em atividades político-partidárias e/ou a ocupação de cargos, eletivos ou não, nos Poderes Executivo ou Legislativo. Seus associados prestam serviço voluntário, não recebendo nenhuma remuneração em dinheiro ou em qualquer outra espécie.

A 19 de dezembro de 2007, pela Lei Municipal 901/2007, a Associação foi declarada de Utilidade Pública Municipal, sendo a seguir registrada nos seguintes órgãos : - Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Itu; - Conselho Municipal de Assistência Social de Itu; - Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social com o código SEADS/PS - 6814/2009.

Em maio de 2.012 a Associação foi cadastrada pela Corregedoria da Administração Geral da Casa Civil do Governo do Estado de São Paulo (CRCE 1168/2012), após minuciosa análise da documentação legal da entidade, e através da fiscalização presencial e contabilização de suas atividades-fim, de seus instrumentos legais, da ligação oficial com seus voluntários e estagiários, de suas instalações, de seus equipamentos de informática, ferramentas e máquinas de sua oficina de marcenaria e laboratório de informática.

A aceitação da entidade pela Corregedoria é acima de tudo um selo de qualidade e uma garantia de seriedade dos trabalhos aí desenvolvidos.

A 07 de agosto de 2.012 a TechSoup Global Network, empresa norte-americana privada, sem fins lucrativos, encarregada da gestão do programa mundial de doação de licenças de softwares da Microsoft e da Autodesk, após criteriosa avaliação, incluiu a Associação Projeto Oficina Escola de Artes e Ofícios de Itu em uma plataforma que abrange 190 países e mais de 80.000 ONGs.

A 25 de setembro de 2.012 o Governador do Estado de São Paulo promulgou a Lei 14.860/2.012 declarando a entidade de Utilidade Pública Estadual, sendo a seguir incluída na lista da CDHESP – Cadastro das Entidades de Defesa dos Direitos Humanos do Estado de São Paulo da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania.

Em março de 2.013 o Banco Interamericano – BID, após criteriosa avaliação, cadastrou a Associação entre as ONGs dos 26 países da America Latina e Caribe, habilitando-a a receber apóio técnico não reembolsável em valores.

Finalmente a 29 de junho de 2.016 a entidade mantenedora do Projeto Oficina Escola de Artes e Ofícios de Itu assinou com Estado Maior do Exército Brasileiro um Termo de Cooperação de 5 anos permitindo a construção de suas oficinas, sala de aula, e ambientes de apoio no interior do Regimento Deodoro em Itu, a fim de transferir suas atividades para as instalações dessa Organização Militar.

Isso permitiu a utilização das edificações históricas construídas pelos Padres da Companhia de Jesus em Itu entre 1869 e 1904 para abrigar o antigo Collégio São Luíz de Ytu, como Canteiro Escola para os aprendizes do Projeto.

Em janeiro de 2.018 o Projeto Oficina Escola de Itu recebeu da NetServ Ltda., em doação, instalações e sinal de internet, o que veio sanar uma necessidade atendida por outros meios de comunicação.

A filosofia de trabalho Projeto é fazer a inclusão social de aprendizes de 16 a 24 anos incompletos, preparando-os para o mercado de trabalho da construção civil voltado para o restauro de Patrimônio Histórico Edificado.

Quanto a recursos a Associação Projeto Oficina Escola de Artes e Ofícios de Itu tem acesso a dotações oriundas da Lei Federal 8.069/1990 (Estatuto da Criança e do Adolescente), da Lei Estadual 12.268/2006 ( Programa de Ação Cultural-ICMS), e verbas e doações específicas que permitiram equipar o Laboratório de Informática, a Oficina de Marcenaria, e construir as modernas instalações do Projeto no interior do Regimento Deodoro

Galeria

evento entre e Baixar Planilha

Nome:

E-mail:

Tipo:

Mensagem:

Enviando mensagem

Enviando mensagem